segunda-feira, abril 24, 2006

alguém um tanto despreparado para as venturas amorosas (Por Pedro)


“Vai lá cara, fala com ela!”.
“eu? Porque eu?”
“então ta falo eu!”
“tu não é doido...”
(rindo) “tu duvida?”
“olha mermão...”
“ta, ta... tu sabe q não vou fazer isso... mas vai lá falar com ela”
“hum...”
“ta esperando o que? Tu ta perdendo tempo cara! Vai logo, antes que outro vá”
“tu ta agourando é?”
(respira fundo, conta até 10) “não cara... não to agourando, só acho que estais a perder tempo aqui... VAI LOGO!!”
“ta ta to indo... credo q impaciência..”
(este pegando uma pedra e o outro apressando o passo) “impaciente? Tu vai ver quem é impaciente” (além de correndo sai rindo também)
“pronto... lá vai ele... até q enfim vai resolver essa história... ai ai...”
(nem um minuto se passou e lá volta ele) “não consigo...”
“como não consegue?”
“sei lá... não conseguindo”
“cara... perai... bora pensar....”
“pensar n q?
“não queres falar com ela?”
“quero...”
“não queres dizer pra ela logo tudo o q sentes?”
“quero...”
“então! Vamos pensar numa forma disso ser menos, er... digamos assim... um tanto quanto chata essa situação... saca?”
“é... eu saco. Mas não tem outro jeito.. é só chegar e falar.. acho que já até sei o q falar, mas não consigo nem chegar perto...”
(o outro já impaciente sentado na calçada, meio que desanimado...) “é cara... então o q a gente faz? Não! Melhor... o q tu faz?”
“ah... não sei... vamo embora vamo?”
“ta, a gente pode até ir... mas não venho mais contigo”
“ta bom, ta bom vou lá!”
“isso... assim q se fala... boa sorte cara (falando e empurrando o outro) vai vai vai”
“to indo” (nisso se afastando e chegando na casa da bendita...)
“er.. oi! Tudo bom?”
“e ai menino... entra”

3 Comentários:

Blogger Febril disse...

esse friozinho na barriga é inesquecível... :)

2:10 AM  
Blogger Peter B. Parker disse...

é,o friozinho é bem legal.as borboletinhas né?

7:29 PM  
Anonymous Anônimo disse...

Vai, menino, vai.
Vai sempre, vai pra frente.
Não olha pra trás.
Se puder, nem me veja,
pra não pensar em ficar.
Se preferir, nem diga adeus,
pra não querer chorar.
Se duvidar, nem diga quando,
Pra não me preocupar.
Mas se quizer, pode voltar,
Pra gente olhar o mar.

9:03 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial